Michel Guerreiro, profissionalização aos 24 anos, salário de 250 reais e idolatria no Ceará

Ex-volante alvinegro conta trajetória de vida e carreira, onde quase se tornou jornalista na rádio gazeta, gazeta esportiva e de repente se profissionalizou no futebol, aos 24 anos. Natural de São Paulo, foi cair em Sergipe para entrar na carreira de futebol ao lado do irmão mais novo. Reconstrução, acesso e títulos, o caminho até idolatria no Ceará. Tom Alexandrino e Dênis Medeiros comandam resenha com guerreiro Michel.