Pio, a potência do chute para superar o início de carreira difícil

Cearense, o volante de batida incomum na bola terminou sua formação profissional no Corinthians, mas não chegou atuar como profissional pela equipe do Timão. Superou início de carreira, onde a vida era agitada fora dos gramados, com noites perdidas que vinham comprometendo o desempenho do jovem Pio aos 19, 20 anos. Se reconstruiu na carreira e alcançou conquistas importantes por Fortaleza e Ceará. Tom Alexandrino comanda a resenha.