Xerifão Fabrício, o servente de pedreiro que virou ídolo e herói do Ceará no acesso em 2009

O zagueiro chegou ao alvinegro em 2008, no início de reconstrução do clube e foram quase quatro temporadas completas, entre títulos, acessos, capitão em campo e xerifão no sistema defensivo. Fabrício foi um dos pilares de crescimento no Ceará, revela "culpado" da queda em 2011 e sobre saída polêmica do clube. Tom Alexandrino e Dênis Medeiros comandam a resenha.